Facebook youtube Instagram

Você sabe o que significa a Dieta do DNA?

Voce sabe o que significa a Dieta do DNACom as descobertas do Projeto Genoma , em 2003, chegou-se ao mapeamento completo dos genes humanos,foi possível interpretar as informações contidas no DNA e com isso os cientistas iniciaram novas pesquisas para compreender melhor como os genes interagem com cada nutriente consumido através da alimentação. Destes estudos surgiu a ciência denominada nutrigênomica.

A Dieta do DNA nada mais é do que uma promessa da nutrigenômica que afirma que será possível, aos nutricionistas, elaborar um cardápio personalizado voltado para o emagrecimento ou para a prevenção de doenças que atenda às necessidades de cada indivíduo segundo seu perfil genético.

Estudos apontam que alguns nutrientes podem afetar, inibindo ou estimulando, a expressão dos genes podendo influenciar no desenvolvimento de algumas doenças.

Nos Estados Unidos, alguns profissionais têm indicado dietas especificas, baseadas em conceitos da nutrigenômica, para indivíduos com predisposição genética para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2 e certos tipos de câncer.

Os alimentos que foram relacionados às possíveis interferências nos genes são:

• Isoflavonas, substâncias encontradas nos grãos de soja relacionados à redução dos riscos de tumores de mama, ovário e próstata, bem como na prevenção de osteoporose e sintomas de menopausa.

• Nitratos, nitrosaminas e nitritos (usados no processo de salgar, conservar em vinagre e defumar alimentos) que favorecem o desenvolvimento de câncer de esôfago e estômago.

• Sulforato, composto encontrado no brócolis, cujo consumo pode estar ligado ao aumento da ação de genes vinculados à proteção contra agentes tóxicos.

• A clorofila, pigmento que confere a cor verde aos vegetais, estimula produção de hemácias e reduz os riscos de câncer.

• Álcool é relacionado ao aumento do risco de câncer de boca, faringe, laringe e esôfago.

Vantagens da Dieta do DNA

Compreender melhor a interação entre genes e nutrientes seria uma gratificante alternativa para os profissionais da saúde. A possibilidade de poder elaborar um plano dietético que atenda às necessidades de cada indivíduo permitindo também a prevenção de doenças, representa grande avanço dentro da área da saúde. A dieta genética procura balancear exatamente dois aspectos : as determinações hereditárias para engordar ou emagrecer, e os costumes diários.

• Como é realizado o exame que revela as predisposições genéticas de cada pessoa e assim o que o Nutricionista pode prescrever num programa alimentar?

O passo é o paciente ir ao consultório do profissional que trabalha com esse exame. No consultório o profissional passará um cotonete na parte interna da bochecha , armazena a saliva em tubo de ensaio especial e enviará para um laboratório especializado, que depois de uma analise minuciosa do DNA dessa pessoa, descobrirará quais alimentos e exercícios são ideias para o seu organismo.

• O recomendado portanto é equilibrar a genética com o contidiano. Por isso, o resultado teste deve ser sempre submetido a um Nutricionista Funcional , para que seja traçado um plano alimentar.A dieta do DNA surge como uma maneira realmente sustentável de emagrecer , permanecer magro e ter saúde , sem agredir o corpo. Solução bem -vinda em um época em que a obesidade é uma epidemia.

 

ERIKA NÓBREGA

Nutricionista Funcional

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.